segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Carnes processadas podem causar câncer

Ha mais de cem anos que a Igreja Adventista do Sétimo Dia prega contra o consumo de carnes, em especial, de carnes vermelhas. Pesquisas apontam os perigos de carne na alimentação, comprovando que o ensino dessa igreja não é sem fundamento. e um dos requisitos para se tornar membro dessa congregação é deixar completamento o uso de carnes consideradas imundas, conforme esta na Bíblia, em Levítico 11 e Deuteronômio 14, como também os seus derivados
Nova pesquisa, publicada na revista VEJA, comprova que o ensino da Igreja Adventista ainda é o melhor para a saúde do ser humano

veja a matéria a seguir
Carnes processadas podem causar câncer
De acordo com um relatório da OMS, o consumo de 50 gramas por dia desse tipo de alimento aumenta em 18% a chance de desenvolvimento de câncer colorretal

Bacon
O bacon é um tipo de carne processada. Ele é modificado – fumagem e adição de sal e conservantes - para que o sabor seja alterado e para que tenha maior prazo de validade.(iStockphoto/Getty Images)
Se já era um consenso que carnes processadas - como bacon, presunto, salsicha e linguiça - faziam mal à saúde, agora a Organização Mundial da Saúde (OMS) coloca um ponto final na discussão: eles são cancerígenas. De acordo com um relatório realizado pela Agência Internacional para a Pesquisa do Câncer (IARC) e publicado nesta segunda-feira, no periódico científico The Lancet, a ingestão de cerca de 50 gramas desse tipo de alimento por dia aumenta em 18% a chance de desenvolvimento de câncer colorretal, neoplasia maligna que afeta o intestino grosso e/ou reto, podendo comprometer outros órgãos.
Leia também:
As carnes processadas são alimentos modificados por fumagem, adição de sal e conservantes, para que o sabor seja alterado e para que tenham maior prazo de validade. De acordo com o relatório, essas modificações são as responsáveis pelo aumento do risco de câncer. "Para um indivíduo, o risco de desenvolver câncer colorretal (intestino) por causa do consumo de carne processada permanece pequeno, mas este risco aumenta dependendo da quantidade de carne consumida," disse Kurt Straif, médico da OMS.
A IARC categorizou os embutidos em sua lista do grupo 1 (substâncias com evidências suficientes de ligação com o câncer), que já inclui o tabaco, amianto e fumaça de diesel. Além disso, os pesquisadores disseram que o consumo de carne vermelha em geral também pode causar câncer, embora ainda não tenham sido encontradas evidências sobre essa associação.
(Da redação)
Fonte - http://veja.abril.com.br/noticia/saude


Postagens de Destaque