terça-feira, 17 de setembro de 2013

Recomendações para casamento

Sede administrativa da Igreja para toda a América do Sul dá recomendações sobre casamento

Publicação: 19/05/2010
Autor: Kesy Mainart

Siga as recomendações e tenha um casamento feliz e abençoado
Siga as recomendações e tenha um casamento feliz e abençoado
Voto da sede administrativa da Igreja para toda a América do Sul (DSA)
Aprovação das propostas apresentadas pelos líderes de departamentos e suas equipes de trabalho para o qüinqüênio 2006-2010.

RECOMENDAÇÃO PARA OS NOIVOS

O Manual da Igreja destaca a importância da perpetuidade do Casamento da seguinte maneira: “O casamento é um compromisso vitalício do marido para com a esposa , e desta para com aquele, e entre o casal e Deus (Mar 10:2-9; Rom. 7:2). Paulo assinala que o compromisso de Cristo para com a Igreja é um modelo da relação entre o marido e a esposa (Efésios 5:31,32). O desígnio de Deus era que a relação matrimonial fosse tão duradoura como a relação de Cristo para com a Igreja.

Diante de uma declaração tão importante para com o Casamento, queremos enaltecer esta Cerimônia, recomendando que cada casal faça da sua cerimônia matrimonial, um momento de verdadeira inspiração, acima dos costumes da cultura popular, que se acham em conflito com os princípios bíblicos.

Orientações:
1. Curso de Noivos: Participar de um curso de noivos ministrado pela Igreja Adventista, para que obtenham através dele, um melhor preparo para o casamento.

2. Antecedência: Se os noivos não são membros da Igreja Adventista, precisam marcar o casamento com seis meses de antecedência. Eles devem entrar em contato com o pastor. Caso sejam membros, o período de antecedência é de três meses.

3. Trajes: O casal de noivos deve apresentar-se, devidamente trajado, respeitando os princípios bíblicos: da modéstia cristã (sem exageros), extravagância ou mesmo adornos) e o da decência (tendo o corpo devidamente coberto). Em um culto a Deus, não fica bem chamar a atenção para um ser humano, seja sua roupa, adornos, ou corpo. Toda a honra só pertence a Deus e só Ele deve ser exaltado.

4. Foto e Vídeo: Os fotógrafos e cinegrafistas também devem vestir-se socialmente, e respeitar os mesmos princípios bíblicos com respeito à vestimenta, como exposto acima, bem como restringir a locomoção ao mínimo necessário para que não haja interferência no culto.

5. Música: A música da cerimônia deverá ser sacra ou clássica e jamais popular ou romântica. Deve elevar o ser humano a Deus, a fonte do amor, e não apenas criar um sentimento romântico (Manual da Igreja, 172).

6. Músicos: Apenas membros da igreja ou pessoas consagradas a Deus devem convidados para apresentar as músicas, sejam elas instrumentais ou vocais. Devem utilizar o traje social, respeitando os princípios para as vestimentas já expostas (Evangelismo, 508-510, Manual da Igreja, 72,73.

7. Taxas: A igreja Adventista do Sétimo Dia não cobra absolutamente nada pela cerimônia ou pelo serviço pastoral. Algumas igrejas, onde os casamentos são mais freqüentes, cobram-se umas taxas de manutenção, que visa alcançar as despesas de eletricidade ou zeladoria. Outras igrejas Adventistas recebem um cheque/caução por atraso, que será devolvido ao noivo, caso a cerimônia não tenha ultrapassado o limite de tolerância para atrasos.

8. Pontualidade: Todo o culto é um encontro para adoração a Deus. É o mais importante compromisso que um ser humano pode ter. E como diz a etiqueta, sempre o mais importante “Deus” é que deve ser esperado pelos demais (noivos, testemunhas e convidados) e nunca o contrário.

9. Tolerância para Atrasos: Para casos de extrema necessidade, a igreja Adventista do Sétimo Dia levará em conta, um período de tolerância de trinta minutos.

10. Ornamentação: Toda e qualquer ornamentação extra, geralmente fica por conta dos noivos, que podem contratar serviços profissionais ou não, mas em qualquer caso deve ser respeitadas as orientações específicas que podem variar de igreja para igreja. Lembre-se: O maior destaque deve ser dado ao Criador, nunca às coisas criadas.

11. Carta de Recomendação: Se eles forem Adventistas do Sétimo Dia, e pretendem realizar a cerimônia, em uma congregação diferente daquela em que você normalmente congrega, deve apresentar uma carta de recomendação para o casamento, assinado por seu pastor.

12. Entrevista: Os noivos devem marcar uma entrevista com o pastor da Igreja, que preencherá uma ficha de Casamento Religioso.

13. O Oficiante: A cerimônia sempre será dirigida por um pastor ordenado, que fará a oração de dedicação (benção nupcial) do casal. É responsabilidade dos noivos conseguir um pastor Adventista para realizar a cerimônia.

14. Casamento Inter-Religioso: A igreja Adventista, assim como a maioria das outras igrejas, não realiza casamentos de seus membros com não membros ou de pessoas com religiões diferentes, por configurar-se nesta situação o caso de “jugo desigual” descrito na Bíblia (II Cor. 6:14- 7:1; Gen. 24:3; Gen. 28:1; Ex. 34:12-16; Num.25:1-3; Deut.7:1-4; I Reis 3:1,2 ; 11:1-6; Amós 3:7; I Cor. 7:39). Respeitando este princípio divino de proteção, certamente você estará evitando problemas futuros.

15. Ensaio: Os noivos devem combinar com o pastor da Igreja, o dia e horário para ensaio, a fim de que tudo saia da melhor maneira possível no dia do casamento.

16. Casamento aos Sábados: A igreja não realiza casamento nas noites de sexta-feira ou aos sábados (nem mesmo à noite).

17. Líderes: A cerimônia será conduzida apenas por membros da igreja Adventista do Sétimo Dia.

18. Área Física da Igreja: Orienta-se aos convidados para que nas dependências da Igreja, não faça uso do cigarro ou assemelhados, bem como se abstenham do uso de bebidas alcoólicas.

19. Efeito Civil: O casamento pode ter efeito civil e religioso, desde que isto tenha sido combinado previamente com a igreja e com o pastor oficiante, e tenha sido dada entrada no cartório, solicitando autorização, para que o casamento seja realizado também “com efeito” civil.

20. Impedimentos para a Realização da Cerimônia.

a) Se o casamento é apenas de efeito religioso, e os noivos não apresentarem a certidão de Casamento ao pastor antes da cerimônia.

b) Se um ou ambos os noivos já foram casados e a separação ocorreu por outro motivo, além daquele permitido por Deus (Mat. 19:6 e 9; I Cor. 7:39), e o cônjuge inocente continua casto e fiel.

c) Se o casal já convive fisicamente, não existe motivo para a realização da Cerimônia/Culto de Casamento (que tem por objetivo buscar a bênção de Deus, antes da consumação da união). Neste caso, diante de Deus, o casamento já aconteceu, através da união física do casal.

Postagens de Destaque