segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Serviço Cristão -- Recompensa do serviço Inestimável



Recompensa do serviço Inestimável
Servir a Deus não é coisa vã. Há uma inestimável recompensa para aqueles que devotam a existência a Seu serviço. — Testimonies for the Church 4:107. 
Todo sacrifício, feito em Seu serviço, será recompensado segundo “as abundantes riquezas da Sua graça”. Efésios 2:7. — O Desejado de Todas as Nações, 249. 
Nosso galardão por trabalhar com Cristo neste mundo, consiste na maior capacidade e mais amplo privilégio de colaborar com Ele no mundo por vir. — Parábolas de Jesus, 361.

 A base de avaliação 
O valor do serviço feito a Deus mede-se mais pelo espírito com que o prestamos, do que pela extensão do tempo gasto no mesmo. — Testimonies for the Church 9:74. 
Seu êxito no progresso na vida divina depende do desenvolvimento dos talentos que lhes foram emprestados. Sua futura recompensa será proporcional à integridade e ao fervor com que eles servem ao Mestre. — The Review and Herald, 1 de Março de 1887. 
O Senhor tem uma grande obra para realizar, e mais legará na vida futura aos que na presente serviram mais fiel e voluntariamente. — Parábolas de Jesus, 330. 
Os que foram à vinha à undécima hora, estavam gratos pela oportunidade de trabalhar. Seu coração estava cheio de gratidão àquele que os recebera; e quando no fim do dia o pai de família lhes pagou uma jornada completa, ficaram muito surpreendidos. Sabiam que não mereciam tal recompensa. E a bondade expressa no semblante de seu amo encheu-os de júbilo. Jamais esqueceram a benignidade do patrão nem a generosa recompensa que receberam. Assim é com o pecador que, conhecendo sua indignidade, entrou na vinha do Mestre à undécima hora. Seu tempo de serviço parece tão curto, sente que não merece recompensa; porém, enche-se de alegria porque, sobretudo, Deus o aceitou. Labuta com espírito humilde e confiante, grato pelo privilégio de ser um coobreiro de Cristo. Deus Se deleita em honrar este espírito. — Parábolas de Jesus, 397, 398. 

Recompensa segura 
Aquele que designou a “cada um a sua obra” (Marcos 13:34), segundo suas aptidões, jamais deixará ficar sem recompensa o fiel cumprimento de um dever. Cada ato de lealdade e fé será coroado de testemunhos especiais do favor e aprovação de Deus. A todo obreiro é feita a promessa: “Aquele que leva a preciosa semente, andando e chorando, voltará sem dúvida com alegria, trazendo consigo seus molhos”. Salmos 126:6. — Obreiros Evangélicos, 85. Por mais breve que seja o nosso serviço, ou mais humilde nossa obra, se seguirmos a Cristo com fé singela, não seremos desapontados pelo galardão. Aquilo que o maior e mais sábio não pode alcançar, o mais débil e mais humilde receberá. Os portões áureos do Céu não se abrem para os que se exaltam. Não são erguidos para os de espírito altivo. Os portais eternos abrir-se-ão ao trêmulo contato de uma criancinha. Abençoado será o galardão da graça para os que trabalharam para Deus com simplicidade de fé e amor.Parábolas de Jesus, 404. 
A fronte dos que realizam esta obra cingirá a coroa do sacrifício. Mas receberão a sua recompensa. — Testemunhos Seletos 2:575. Esse pensamento deve ser para todo obreiro de Deus um estímulo e animação. Nossa obra para Deus parece muitas vezes nesta vida quase infrutífera. Nossos esforços para fazer o bem talvez sejam diligentes e perseverantes, e todavia é possível que nos não seja dado ver-lhes os resultados. Talvez o esforço se nos parece perdido. Mas o Salvador assegura-nos que nossa obra se acha registrada no Céu, e que a recompensa não pode faltar. — Obreiros Evangélicos, 512. 
Toda ação, toda obra de justiça e misericórdia e generosidade, produz música no Céu. O Pai, de Seu trono contempla os que as praticam, e os conta entre Seus mais preciosos tesouros. “E eles serão Meus, diz o Senhor dos Exércitos, naquele dia que farei serão para Mim particular tesouro.” Malaquias 3:17. Todo ato de misericórdia para com os necessitados ou os sofredores, é como se fosse feito a Jesus. Todo que socorre ao pobre, se compadece do aflito e do oprimido, ou ampara o órfão, põe-se em mais íntima relação com Jesus. — The Review and Herald, 16 de Agosto de 1881. 
Cristo considera todo ato de misericórdia, de beneficência e de cuidadosa consideração para com o desafortunado, o cego, o coxo, o enfermo, a viúva e o órfão, como feito a Ele mesmo; essas obras são conservadas no registro celeste, e hão de ser recompensadas. — Testimonies for the Church 3:512, 513. 

Resultado de imagem para Imagens de serviço cristão

Uma justa recompensa 
O Senhor é bom. É misericordioso, e terno de coração. Conhece a cada um de Seus filhos. Sabe exatamente o que cada um de nós está fazendo. Sabe o justo mérito de cada um. Não quereis pôr à margem vossa lista de méritos, vossa lista de condenações, deixando que Deus faça Sua própria obra? Haveis de receber vossa coroa de glória se atentardes para a obra que Deus vos confiou. — The Southern Work, 14 de Maio de 1903. 
O Senhor deseja que descansemos nEle sem pensar na medida do galardão. Quando Cristo habita no coração, o pensamento de remuneração não é supremo. Essa não é a motivação do nosso serviço. — Parábolas de Jesus, 398. 
De cortiços, de pobres choças, de prisões, de cadafalsos, das montanhas e desertos, das cavernas da Terra e dos abismos do mar, Cristo recolherá Seus filhos. Na Terra tinham sido destituídos, afligidos e atormentados. Milhões baixaram ao túmulo carregados de infâmia, porque recusaram render-se às enganosas pretensões de Satanás. Por tribunais humanos os filhos de Deus foram condenados como os mais vis criminosos. Mas próximo está o dia em que “Deus mesmo é o juiz”. Salmos 50:6. Então as sentenças dadas na Terra serão invertidas. Então “tirará o opróbrio do Seu povo de toda a Terra”. Isaías 25:8. Vestes brancas dar-se-ão a todos eles. “E chamar-lhes-ão: povo santo, remidos do Senhor”. Isaías 62:12. — Parábolas de Jesus, 179, 180. 

A recompensa presente  

Felicidade — Aqueles que devotam a existência a um ministério semelhante ao de Cristo, conhecem o que significa a verdadeira felicidade. Seus interesses e orações estendem-se muito além de si mesmos. Eles próprios crescem à medida que procuram ajudar a outros. Familiarizam-se com os planos mais amplos, os mais admiráveis empreendimentos, e como não hão de eles crescer, se se colocam nos divinos condutos de luz e de bênção? Esses recebem sabedoria do Céu. Identificam-se mais e mais com Cristo em todos os Seus planos. Não há margem para a estagnação espiritual. — Testimonies for the Church 9:42. 
A igreja que se empenha com êxito nessa obra, é uma igreja feliz. O homem ou a mulher cuja alma se comove de compaixão e amor pelos que erram, e que trabalham para trazê-los ao redil do grande Pastor, ocupam-se numa bendita obra. E oh! como enleva o pensamento de que, ao ser assim resgatado um pecador, há mais alegria no Céu do que por noventa e nove justos! — Testimonies for the Church 2:22. 
Coisa alguma é fastidiosa para aquele que se submete à vontade de Deus. Fazê-lo “como ao Senhor” (Colossences 3:23) é um pensamento que empresta encanto a qualquer obra que Deus lhe confie. — Testimonies for the Church 9:150. 
O obreiro cristão não acha nenhum trabalho enfadonho, no desempenho da tarefa que lhe foi designada pelo Céu. Recebe a recompensa do seu Senhor ao ver almas libertas da servidão do pecado; e essa alegria o recompensa de todo o sacrifício. — The Southern Work, 2 de Abril de 1903. 
Tornar-se um obreiro, prosseguir pacientemente em fazer o bem que requer trabalho abnegado é uma obra gloriosa, a qual o Céu aprova. — Testimonies for the Church 2:24. 
Cristo Se deleita em tomar material de que, aparentemente, não há esperança — aqueles que Satanás tem degradado, e por cujo intermédio tem operado — e torná-los objeto de Sua graça. [...] Ele faz de Seus filhos instrumentos na realização desta obra, em cujo êxito, mesmo nesta vida, encontram preciosa recompensa. — Obreiros Evangélicos, 516. 

Bênção — Todo esforço feito para Cristo reverterá em bênçãos para nós mesmos. — Parábolas de Jesus, 354. 
Todo dever cumprido, todo sacrifício feito em nome de Jesus, traz uma recompensa excelente. No próprio ato de cumprir o dever, Deus fala e dá Sua bênção. — Testemunhos Seletos 1:485. Devemos viver neste mundo para ganhar almas para o Salvador. Se ofendemos os outros, prejudicamo-nos a nós mesmos. Se os beneficiamos, somos nós mesmos beneficiados; pois a influência de toda ação boa se reflete em nosso próprio coração. — Testemunhos Seletos 1:458. 
Todo raio de luz espargido sobre outros, refletir-se-á em nosso próprio coração. Toda palavra bondosa e compassiva que se dirija a um aflito, toda ação praticada para aliviar um oprimido, e toda dádiva que se destina a suprir as necessidades de nossos semelhantes, dada ou feita tendo em vista a glória de Deus, resultará em bênçãos para o doador. Aqueles que assim trabalham, estão obedecendo a uma lei do Céu, e hão de receber a aprovação de Deus. — Testimonies for the Church 4:56. 
Conquanto a grande recompensa final seja dada na vinda de Cristo, o serviço feito de coração para Deus proporciona mesmo nesta vida uma recompensa. Obstáculos, oposição e amargo e desolador desânimo, o obreiro tem de enfrentar. Talvez ele não veja o fruto do seu labor. A despeito de tudo isso, porém, encontra em seu trabalho uma bendita recompensa. Todos quantos se entregam a Deus num serviço desinteressado pela humanidade, estão cooperando com o Senhor da glória. Este pensamento adoça toda fadiga, retempera a vontade, revigora o espírito para qualquer coisa que possa sobrevir. — Obreiros Evangélicos, 513. 

Saúde — Fazer o bem é excelente remédio para a enfermidade. Aqueles que se empenham na obra são convidados a invocar ao Senhor, e Ele prometeu responder-lhes. Sua alma será saciada na seca, e regada como um jardim cujas águas não faltam. — Testimonies for the Church 2:29. 
Na companhia de Deus, de Cristo e dos santos anjos, são envolvidos num ambiente celeste, ambiente que traz saúde ao corpo, vigor ao intelecto e alegria à alma. — Obreiros Evangélicos, 513. 
O prazer de fazer bem a outros, comunica aos sentimentos um ardor que eletriza os nervos, vivifica a circulação do sangue, e produz saúde física e mental. — Testimonies for the Church 4:56. 

Vigor — Impeça-se um homem forte de trabalhar, e ele se tornará fraco. A igreja ou pessoa que se exime de se ocupar com outros, que se encerra em si mesma, há de sofrer em breve um enfraquecimento espiritual. É o trabalho o que conserva o vigor ao homem. E trabalho espiritual, fadiga e responsabilidades, eis o que há de dar vigor à igreja de Cristo. — Testimonies for the Church 2:22. 

Paz — No fazer bem aos outros, experimentarão [os seguidores de Deus] uma doce satisfação, uma paz interior que lhes será suficiente recompensa. Quando impelidos por elevado e nobre desejo de fazer o bem aos outros, encontrarão verdadeira felicidade num fiel desempenho dos múltiplos deveres da vida. Isso trará mais que uma recompensa terrestre; pois todo cumprimento fiel, abnegado do dever, é notado pelos anjos e se destaca no registro da vida. — Testemunhos Seletos 1:206, 207.
Resultado de imagem para Imagens de serviço cristão

Postagens de Destaque