quarta-feira, 16 de outubro de 2013

A igreja vai pra rua

Fonte - http://noticias.adventistas.org

Brasília testemunha a maior campanha adventista de evangelismo urbano da sua história. Igreja visitou cracolândia, limpou espaços públicos, pregou a Palavra e orou pelas autoridades
brasilia-gota-sangue
Ato simbólico com 2 mil doadores de sangue marcou o início da semana de atividades sociais no Distrito Federal
O recém-inaugurado Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília, foi o local escolhido para a primeira ação social de uma semana de intensa mobilização de 20 mil adventistas do Distrito Federal. Dois mil doadores de sangue cadastrados no projeto Vida por Vidas formaram uma “gota” humana gigante. O gesto foi feito para conscientizar a população sobre a causa e comemorar as 1,5 mil bolsas de sangue doadas por voluntários da região, de março a setembro deste ano.
O ato simbólico abriu a semana de atividades do projeto “Brasília, Capital com Esperança”. Nos dias 14 a 22 de setembro, os fiéis ofereceram serviços à cidade que tocam nos principais problemas dos grandes centros urbanos. Em resposta à desigualdade social, 4,5 mil cestas básicas foram entregues para famílias carentes.
Palestras educativas em escolas, visitas a áreas tomadas por dependentes químicos e a distribuição de 20 mil revistas que alertam contra a violência doméstica e o abuso sexual, foram algumas das iniciativas que buscaram levar esperança à comunidade. Segundo a Secretaria de Política para as Mulheres da Presidência da República, o Distrito Federal é a unidade federativa com maior número de denúncias de agressão contra mulheres no país.
Livros, rosas e abraços 
Na quarta-feira, dia 18, o incentivo à leitura e à união familiar foram o foco do projeto. Espalhados pela região central de Brasília, cerca de mil voluntários distribuíram 100 mil livros, 40 mil rosas e milhares de abraços.
Apesar da chuva e do vento frio que pegou os brasilienses de surpresa, jovens e adultos aproveitaram o horário de maior movimento da cidade e, antes mesmo das 6h da manhã já estavam prontos para expressar seu carinho pela população. O gesto inesperado de altruísmo foi recebido de braços abertos pela comunidade.
Admirado com a iniciativa, o funcionário público Humberto de Oliveira viu na ação um ato de valorização à família. “No Brasil, temos visto muito que a família está precisando de atenção especial. Precisamos rever nosso posicionamento em relação à família e a entrega dessa rosa simboliza essa importância”, constatou.
Essa e outras ações do projeto também chamaram a atenção da imprensa local, que repercutiu as ações ao vivo em programações televisivas, em reportagens veiculadas no rádio e em matérias publicadas em jornais impressos e online. Ao todo, a campanha teve 25 inserções na mídia.
Limpeza geral 
A sustentabilidade e a solidariedade também marcaram presença. No dia 15, domingo, cerca de 500 voluntários revitalizaram quatro passagens subterrâneas para pedestres do centro de Brasília. Os voluntários retiraram pichações e recolheram todo o lixo espalhado pelo local.
O mesmo foi realizado no Parque da Cidade Dona Sarah Kubitschek, o maior parque urbano do mundo, área verde mais extensa que o Central Park, em Nova York (EUA). No parque brasiliense, além da revitalização, a preocupação foi com a preservação do meio ambiente e o bem-estar espiritual das pessoas. De maneira criativa e simples, voluntários distribuíram 10 mil livros missionários em sacolinhas de lixo para automóveis.
O analista de sistemas, César Chaves, foi abordado por um grupo de jovens, ganhou o kit e reconheceu a importância do projeto. “Fiquei muito feliz com a atitude do grupo, pois acredito que essa é uma excelente maneira de incentivarmos as pessoas a se preocuparem com o ambiente em que vivem”, afirmou.
Saúde no Parque 
O Parque da Cidade também foi palco de uma feira de saúde. Cerca de 500 profissionais, como nutricionistas, médicos, enfermeiros, massagistas e psicólogos, se voluntariaram para atender as 6 mil pessoas que passaram pelo local. Dez estandes foram montados para atendimento de adultos e crianças.
Para o administrador do Parque, Paulo Dubois, os adventistas se destacam por oferecer benefícios ao local. “A Igreja Adventista brinda o Parque com essa ação maravilhosa. É o povo de Deus trazendo para esse espaço sagrado do lazer do trabalhador uma ação absolutamente positiva”, comemorou.
Auxílio completo 
impacto-brasilia
Encerramento: 20 mil pessoas se reuniram na Esplanada dos Ministérios para orar pelas autoridades, estudar a Palavra de Deus e testemunhar o batismo
de 110 pessoas
Durante o projeto, não foram oferecidos somente atendimento social, psicológico e físico. Apoio espiritual também fez parte da programação. Nas noites dos dias 18 a 20, o Distrito Federal sediou 14 pontos de pregação da Palavra de Deus. Simpatizantes da Igreja Adventista visitaram templos, ginásios e centros de convenções para acompanhar as palestras de 14 oradores de várias partes do Brasil.
No sábado, 21, e no domingo, 22, aproximadamente 20 mil pessoas se reuniram no gramado da Esplanada dos Ministérios para a celebração final do projeto. Na ocasião, 110 pessoas foram batizadas. Participaram desse encerramento, os pastores Luís Gonçalves e Ivan Saraiva, além do quarteto Arautos do Rei e a cantora Laura Morena.
“Tudo o que foi feito essa semana tem um propósito especial: ver pessoas sendo salvas. Se fizermos tudo que estamos fazendo sem esse foco, nada terá sentido”, explicou o pastor Charlles Britis, líder dos adventistas do Distrito Federal. [Colaboradores,  Ana Mejia, Liane Prestes e Rebeca Silvestrin]

Postagens de Destaque