segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Adventistas realizam campanha contra a violência


 
Fonte - http://www.avozdacidade.com/  

Adventistas realizam campanha contra a violência

FOTO: NATHÁLIA AZEVEDO
Ênfase no combate à exploração e turismo sexual

BARRA MANSA
Com o objetivo de orientar a sociedade sobre os mais diversos tipos de violência e conscientizar a população sobre a importância das denúncias aos órgãos competentes, a Igreja Adventista do Sétimo Dia promove, em toda a América Latina, a campanha "Quebrando o Silêncio". Trazendo como ênfase 'O Combate à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes e o Turismo Sexual', a atividade aconteceu no último sábado em vários países com a realização de caminhadas, palestras e debates.
Em Barra Mansa, tendas foram montadas na Rua do Lazer, na Praça da Liberdade e na Praça da Matriz, onde eram distribuídas revistas didáticas às crianças e folhetos informativos.
A diretora do Grupo Adventista do bairro da Boa Vista, Reni da Costa, informou que este é o quinto ano de realização do projeto e pontuou que o momento é o mais oportuno. "Temos visto todos os dias nos noticiários situações dos mais diversos tipos de violência, contra a criança, contra a mulher, contra o idoso e isso não pode mais ser tolerado. Toda e qualquer forma de violência deve ser coibida", alertou.
Para o pastor distrital da Igreja, Manuel Divino, outra importante finalidade da campanha é a de esclarecer aos pais sobre as maneiras de identificar uma situação de violência a partir do comportamento apresentado pelos filhos. "Marcas pelo corpo, comportamento agressivo ou triste são alguns sinais que podem ser facilmente detectados", advertiu. De acordo com o pastor, regras simples e eficazes de prevenção podem ajudar a promover a paz e resgatar os valores de respeito e amor ao próximo.
A dona de casa Maria José dos Santos esteve em uma das tendas no Centro e elogiou a iniciativa. "Muita gente ainda tem medo de denunciar, principalmente as mulheres em situação de vulnerabilidade, dependendo financeiramente do marido que a agride. Essa campanha é importante no sentido de incentivar a denúncia para acabar de vez com a violência", disse.
Segundo a Organização Mundial de Saúde, a violência doméstica responde por aproximadamente 7% de todas as mortes de mulheres entre 15 e 44 anos no mundo. Em alguns países, até 69% das mulheres relatam terem sido agredidas fisicamente e até 47% declaram que sua primeira relação sexual foi forçada.
A CAMPANHA
Lançado em 2002, Quebrando o Silêncio é um projeto educativo e de prevenção contra o abuso e a violência doméstica promovido anualmente pela Igreja Adventista do Sétimo Dia em oito países da América do Sul: Argentina, Brasil, Bolívia, Chile, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai.
A campanha se desenvolve durante todo o ano, mas uma das suas principais ações ocorre sempre no quarto sábado do mês de agosto. Este é o “Dia de ênfase contra o abuso e a violência”, quando ocorrem passeatas, fóruns, escola de pais, eventos de educação contra a violência e manifestações na América do Sul.
Por isso, o projeto tem como objetivo prevenir e combater a violência contra crianças, mulheres e idosos, além de orientar as vítimas na busca de ajuda dos órgãos competentes, quebrando assim o ciclo de violência.

Postado em 25/08/2014 07:28:11

Postagens de Destaque