terça-feira, 19 de novembro de 2013

Dia da Consciência Negra - Grandes Negros Adventistas

Fonte - megaphoneadv.blogspot.com.br


Dia da Consciência Negra

O Dia Nacional da Consciência Negra é celebrado em 20 de novembro e é dedicado à reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileiraA data foi escolhida por coincidir com o dia da morte de Zumbi dos Palmares, em 1695. O Dia da Consciência Negra procura ser uma data para se lembrar da resistência do negro à escravidão de forma geral, desde o primeiro transporte de africanos para o solo brasileiro (1549).

Grandes negros adventistas

Charles M. Kinny
Charles M. Kinny (1855-1951) foi o primeiro pastor negro ordenado da IASD. Nasceu escravo, em Richmond, Virgínia, em 1855. 
Ele tinha dez anos, no final da Guerra Civil, e como um homem jovem, trabalhou na parte mais rudimentar da cidade de Reno, Nevada. Foi lá, em 1878, que ele assistiu a uma série de palestras evangelísticas por J. N. Loughborough. Durante estas palestras, Ellen G. White visitou Reno, e em 30 de julho, ela pregou à multidão de Loughborough para mais de 400 pessoas. Kinny nunca se esqueceu daquele sermão. Ele aceitou a mensagem adventista e foi batizado no último dia de setembro de 1878.
Sojourner Truth
Sojourner Truth, nascida Isabella Baumfree por volta de 1797 em Swartekill, Nova Iorque, na condição de escrava, foi uma empregada doméstica e palestrante estadunidense. Ela fugiu para o Canadá em 1827, levando com ela o seu filho mais novo. Em 1829 regressou a Nova Iorque, após a abolição da escravatura nesse estado. Durante mais de uma década trabalhou como empregada doméstica. Nesse período de tempo juntou-se a Elijah Pierson, dando sermões evangélicos nas ruas.
Mais tarde tornou-se uma oradora famosa na defesa do abolicionismo e dos direitos das mulheres, sendo particularmente lembrada pelo célebre discurso 'Ain't I a Woman?'.
Em 1841, mudou-se para Northampton, no Massachusetts, juntando-se a uma comunidade utópica (a Northampton Association of Education and Industry). Quando a comunidade encerrou, ela permaneceu em Florence, no Massachusetts, onde trabalhou com Olive Gilbert na produção da auto-biografia Narrative of Sojourner Truth: A Northern Slave.
Em 1857 Truth mudou-se para o Michigan e aí continuou a defender os seus ideais. Depois da Proclamação de Emancipação ela mudou-se para Washington DC, onde conheceu o presidente Abraham Lincoln. Em 1867 voltou para o Michigan e morreu na sua casa em Battle Creek (no dia 26 de novembro de 1883). 
Paul Rusesabagina
Paul Rusesabagina, nascido em 15 de Junho de 1954, é um cidadão de Ruanda internacionalmente reconhecido pela sua atuação humanitária durante o Genocídio de Ruanda em 1994.
Paul era da etnia hutu enquanto sua mulher era da etnia tutsi. Durante os combates, ele abriga sua família no hotel Les Mille Collines em Kigali, de propridade do grupo belga Sabena, onde era gerente. Com a saída dos hóspedes do hotel, Paul o abre aos refugiados, salvando assim mais de 800 pessoas.
A história de Paul Rusesabagina ficou internacionalmente conhecida quando foi retratada no filme Hotel Ruanda de2004, com atuação de Don Cheadle, nomeado ao Oscar. Em 2005 recebeu do presidente americano George W. Bush a "Presidential Medal of Freedom" dos EUA. Atualmente ele vive em Kraainem, na Bélgica com sua esposa Tatiana, seus filhos e seus sobrinhos, onde montou uma empresa de transportes.
Premios Internacionais
Immortal Chaplains Prize for Humanity (2000)
Wallenberg Medal da Universidade de Michigan (2005)
National Civil Rights Museum Freedom Award (2005)
Presidential Medal of Freedom (2005)
Barry C. Black

Nascido em 1 de novembro de 1948, é o 62º 
capelão do Senado dos Estados Unidos. Ele foi eleito para este cargo em 27 de junho de 2003, e se tornou o primeiro afro-americano e o primeiro Adventista do Sétimo Dia a ocupar este cargo. Ele serviu por mais de 27 anos como capelão na Marinha dos Estados Unidos, chegando ao posto de contra-almirante e terminando sua carreira como chefe dos capelães da Marinha dos Estados Unidos. Ele se aposentou oficialmente da Marinha em 15 de agosto de 2003. 

O compromisso de Barry Black como capelão do Senado dos Estados Unidos era só o mais recente passo em uma rota longa e inesperada que Deus tinha lhe trazido. Da educação dele em um colegio interno em Baltimore, Maryland, Barry Black tinha estudado em duas escolas historicamente pretas, Academia de Forja Pínea na Pennsylvania e Faculdade de Oakwood no Alabama, para se tornar um pastor. Ele era pastor na Carolina do Norte quando conheceu alguns marinheiros que tinham dirigido milhas para comparecer à igreja dele. Eles disseram que não havia nenhum capelão preto na base naval. Black gostou da idéia de ajudar aquela necessidade. Ele só queria ajudar como capelão, mas acabou subindo ao grau de almirante e comandante. Agora, aposentado, ele só quer servir a Deus como um pastor e ajudar a conduzir outros a Cristo.

Patrick Linton Allen
Patrick Allen nasceu em Portland em 1951. Em 06 de fevereiro de 2009, Allen tornou-se o sexto governador geral da Jamaica, desde a sua independência em 1962. 
O ex-presidente da União das Índias Ocidentais da Igreja Adventista do Sétimo Dia foi nomeado cavaleiro pela rainha Elizabeth II em 12 de junho de 2009.
Baraka Muganda
Já trabalhou em todos os níveis da Organização Adventista. Atualmente, é diretor do Departamento de Jovens da Associação Geral. Ex-líder mundial da juventude, o pastor Baraka Muganda é africano, nascido na Tanzânia, e desde 1995 coordenou as ações dos jovens adventistas em 210 países ao redor do mundo. 
Casado com Anna Martin, que também serve a Associação Geral, nos Estados Unidos, Muganda tem três filhas: Diana, Tanya e Anita. O pastor é comumente definido como um homem de família e amante da juventude da Igreja. 
Em 1973, graduou-se no curso de Teologia pelo Colégio Solusi, no Zimbábue. Na sequência seguiu para os Estados Unidos onde cursou mestrado em Religião pela Andrews University, em Michigan, concluindo esta etapa em 1980. Em 1983 concluiu o doutorado em Educação pela mesma universidade.
Benjamin S. Carson
Dr. Benjamin S. Carson (18 de setembro de 1951, Detroit, Michigan, EUA). Considerado um homem de grande exemplo e fé, o Dr. Ben Carson é neurocirurgião, e também psicólogo, escritor e filantropo, atual diretor do Departamento de Neurocirurgia Pediátrica do Hospital Johns Hopkins. Além de seus grande feitos para a medicina, como a operação bem sucedida de gêmeas siamesas ligadas pela cabeça em 1987, ele também ganhou a Medalha Presidencial da Liberdade em 2008 pelo então presidente George W. Bush.
Ben Carson refere inclusivamente no seu livro, "Gifted Hands" ("Mãos Talentosas", em português), que a fé o ajudou nas várias fases da sua vida, e que a sua fé e ajuda de Deus o ajudaram a atingir grandes resultados. Ele diz no seu livro: "Nunca se torne demasiado grande para Deus. Nunca exclua Deus da sua vida." Este livro deu origem a um filme com o mesmo nome (em português: "Mãos Talentosas: A História de Ben Carson"), estrelado por Cuba Gooding Jr. no seu papel, em 2009.

Postagens de Destaque