segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Uma parceria impossivel - 8 perguntas aos dissidentes do adventismo


Manoel Barbosa da Silva

O pior cego é aquele que não quer ver. É assim que diz o ditado popular. Essa máxima é verdadeira, principalmente no meio religioso. Onde deveria haver luz, e pleno conhecimento, muitos vezes há trevas e preconceitos, por causa daqueles que, obstinadamente, rejeitam a luz da verdade.

Era isto que acontecia entre os lideres religiosos judeus, no tempo de Jesus. Por causa da inveja, do orgulho, e do preconceito, rejeitaram o enviado de Deus, a ponto de o matarem.

Não havia razão para alguém rejeitar a Jesus; as evidencias quanto a sua divindade, eram tão fortes, que qualquer um poderia ver. Só mesmo uma mente preconceituosa e obstinada, poderia achar motivo para rejeitá-lo

As evidencias quanto à divindade de Jesus eram muitas. 
Exemplos: 
1.      A profecia afirmava que o Messias nasceria em Belém. Ele nasceu em Belém.
2.      Outra profecia afirmava que seria da linhagem da Davi. Jesus era da linhagem de Davi
3.      Outro profeta disse que uma estrela surgiria por ocasião do seu nascimento. Quando Jesus nasceu, uma estrela foi vista, a guiar os sábios do oriente, até o lugar do seu nascimento.
4.      Foi profetizado também que ele nasceria de uma virgem. Maria, sua mãe, nunca havia conhecido homem algum, quando engravidou.
5.      O profeta Daniel, profetizou o tempo do seu nascimento. Seria no final das setentas semanas proféticas, após a reconstrução de Jerusalém. Jesus nasceu exatamente neste período.

Esta profecia era tão relevante, que mesmo sábios pagãos as estudavam com muita dedicação e expectativa; e quando viram a nova estrela, não tiveram dúvidas, foram em busca do filho de Deus.

Apenas os sacerdotes e demais líderes religiosos de Israel não viam estas evidencias por causa do orgulho e preconceito. Ver, talvez eles visse, só não tinham coragem de admitir. Com exceção de Nicodemos. Aqueles homens continuaram a resistir à voz do Espírito Santo, permaneceram em deliberada resistência, até perderem a salvação.

O preconceito daqueles homens, contra Jesus, era tão grande, a ponto de sempre acharem o que criticar em sua vida e trabalho. O que Jesus fazia de bom, eles fingiam não ver, mas o que Jesus fazia que eles achassem está errado, faziam questão de ver e divulgar com alarde, condenando-o, e tentando, com isto, “provar” que o Cristo era um impostor, que não deveria ser seguido.
Na visão estreita daqueles homens, Jesus era um contumaz pecador,  que pecava deliberadamente e assim, incentiva outros ao pecado.
O que Jesus fazia de errado? Nada, lógico. Porém eles acusavam Jesus de pecador por não seguir as intermináveis regras inventadas por eles mesmos, e que as defendiam  como se sagradas fossem, e diziam ainda que Jesus não era um bom exemplo.
Alegavam que Jesus comia com pecadores, que era frequentador de festas, lugar em que  um homem de princípios não deveria estar.
Falavam dele por ter defendido uma prostituta, diziam até, que Jesus foi visto em uma festa sendo acariciada por esta mesma mulher de má reputação, e que ali, na presença de todos, ela  lhe derramava perfume na cabeça, e lhe beijava os pés.
Acusavam-no, ainda, de transgredir o sábado, pois curava no sábado e permitia seus discípulos colher espigas neste dia.
Falavam ainda do seu destempero em chamar o governador de Raposa, e da violência dele no templo, onde bateu nos comerciantes com um chicote, quebrou mesas e cadeiras, expulsou os fregueses a pontapés, derramou o dinheiro dos corretores na rua, e tangeu as ovelhas e pombos dos vendedores. Diziam que o prejuízo foi de milhares de dracmas.
Como pode um homem desses ser profeta, mestre ou Rabi? Diziam. Não. Não o é. Muito menos o Messias. Os milagres que ele faz só podem ser por intermédio do diabo, e o demônio que ele expulsou deve ter sido por força do Belzebu, o príncipe dos demônios. Mat. 9:34
E assim, os sacerdotes, fariseus, saduceus e escribas, passavam a vida julgar, interpretar motivos, encontrar defeitos, e condenar Jesus.
Esqueciam-se de ver as evidencias proféticas do seu nascimento, e o resultado prático de sua missão, que era: pregar, ensinar, curar, perdoar.  Cegos viam leprosos ficavam limpos, paralíticos andavam, alimentos era multiplicado, o mar serenava, e o evangelho era pregado a todos.
Porém nada disto era visto, ou tinha valor àqueles homens. O que eles queriam era encontrar defeitos, e defeitos encontravam ou julgavam encontrar.
Defeitos não eram; lógico. Tudo o que Jesus fazia era certo, menos para aqueles preconceituosos e fanáticos, que chegaram a acusar Jesus de ter pacto com o demônio e diziam que os milagres que Jesus fazia eram pelo poder de Satanás.
Ao ser acusado de expulsar demônios pelo poder de Belzebu, Jesus respondeu: “Se Satanás expulsa Satanás, dividido está contra si mesmo e seu reino não subsistirá”.  Com estas palavras Jesus estava deixando bem claro que Deus não tem parceria com Satanás. Ou sua obra é de Deus ou do Diabo.
O mesmo acontece hoje com a igreja da profecia. A Igreja Adventista do Sétimo Dia.
Não há razão para alguém rejeitar esta igreja; as evidencias quanto a sua origem divina, são tão fortes, tão evidentes, que qualquer um pode ver. Só mesmo uma mente preconceituosa e obstinada, encontra motivos para rejeitá-la.
Veja algumas evidencias, que está é a igreja verdadeira.
1.      A profecia das duas mil e trezentas tardes e manhãs aponta para o surgimento de um movimento profético em 1844.
A igreja Adventista do Sétimo Dia nasceu nesta data. Não foi em 1914, ou em outra data qualquer, foi em 1844.
2.      A igreja verdadeira pregaria as três mensagens angélicas.
A IASD prega estas três mensagens
3.      A igreja da profecia pregaria a observância dos dez mandamentos.
É uma das doutrinas principais desta igreja, é a observância dos mandamentos. Vede os milhões de livros distribuídos em todo o mundo, falando da importância da lei de Deus. Só mesmo um cego para não ver que esta igreja é um baluarte na defesa dos dez mandamentos da lei de Deus
4.      A igreja verdadeira teria uma mensagem de extensão mundial. “ Aos que se assentam sobre a terra, a cada nação, tribo, língua e povo” Apc.
A única igreja que prega essa mensagem a todas as nações é a Igreja Adventista do Sétimo Dia. Inclusive, para sorte dos reformistas.  Pois eles só existem onde há adventistas do sétimo dia. Eles são como plantas parasitas, não conseguem sobreviver se não for à sombra da “igreja grande”, como eles chama nossa igreja.
São incapazes de evangelizar um bairro novo, ou uma cidade sem a presença adventista. Muito menos evangelizar um país, ou nação, ou  tribo, língua, ou povo. Reformista só sobrevive, por que vão à procura de pessoas desavisadas da igreja adventista, e os, alicia para a igreja deles. Da mesma forma faz os dissidentes de todas as classes e grupos diferentes.
Graças a Deus que esta igreja é tão forte, que apesar de todos os parasitas que a atacam, sobrevive forte e cresse cada vez mais. Se não fosse assim, não seria a igreja de Deus.
5.      Outra profecia relativa a igreja adventista, fala de um Reavivamento dentro desta igreja, que culminará com o alto clamor da pregação final das três mensagens angélicas.
Depois do despertamento que precedeu 1844, nunca houve no mundo adventista um despertamento tão grande em relação à pregação destas mensagens como agora. Só não ver quem não quer. Só mesmos os que fazem igual aos fariseus do passado, fecham os olhos e fingem não ver.
A igreja está pregando a todo o mundo de maneira clara e direta a mensagem do fim. Por rádios, televisão, livros, revistas, folhetos,  aos milhões, aos bilhões, em todo o mundo, como disse a profetiza, igual folhas de outono
Quem assistiu neste mês de agosto de 2013, o movimento que aconteceu em Palmas, Tocantins, só muita má vontade para não admitir que foi obra de Deus
É só Palmas que esta sendo impactada? Não. Todas as grandes cidades estão recebendo impacto maior. O plano é não deixar nenhuma cidade, nenhuma rua, nenhuma casa, nenhuma pessoa, sem receber literatura, sem receber a mensagem do advento.
E você amigo, reformista, dissidente, separatista, seja o que for. Você que saiu da igreja adventista do sétimo dia, à procura de algo melhor, de uma igreja mais pura, mais santa, mais amorosa, mas perfeita.  Responda-me com sinceridade, algumas perguntas:

Pergunta 1.
Encontrou a igreja pura?... Aí onde você está agora, ninguém peca?...
Na hipótese de que você tenha encontrado a igreja perfeita, esta tua nova igreja está pregando o evangelho a todo o mundo?...

Pergunta 2.
Você acredita mesmo, que todo esse trabalho que a igreja adventista do sétimo dia está fazendo é do diabo?

Pergunta 3.
Você acredita mesmo que a igreja adventista faz parte de Babilônia?
Como é que “Babilônia”, publica em menos de dez anos, quase um bilhão de livros, revistas e folhetos só no Brasil, condenando Babilônia? ... Se Babilônia, combate, Babilônia, dividida esta contra si mesma, e sua casa não subsistirá.  Certo?

Pergunta 4.
Você tem assistido os programas da TV Novo Tempo, em especial os programas do Luis Gonçalves e Leandro quadros?... Você acha que esses homens estão aliados com Babilônia, pregando de maneira tão clara e direta, contra a própria Babilônia?
Seja honesto amigo. Pense nisto.
Se você é um dos que acredita que a igreja está pregando a mensagem certa, e eu acredito que sim, pois muitos reformistas têm falado bem da TV Novo tempo e recomendado aos vizinhos e interessados, te faço mais uma pergunta:
O que você está fazendo ai?... Por que ainda não veio para esta igreja?
Venha amigo. Venha participar da terminação da pregação do evangelho. Venha conosco. Jesus precisa de você aqui. Jesus deseja ver você batendo de porta em porta, com as mãos cheias de livros, distribuindo-os como folhas ao vento.
Só há duas alternativas. Ou você crer que esta obra é de Deus ou do diabo. Ou crer que a igreja adventista é a igreja de Deus, ou é Babilônia.

Pergunta 5
Será que você acredita na hipótese absurda, de que Deus está usando uma igreja apostatada, (a igreja adventista do sétimo dia), para evangelizar o mundo, e usará os verdadeiros crentes, os santos, os puros, os reformados,  (os separatistas), para salvar?.  É assim que você crer?...

Pergunta 6
A igreja apostatada semeia e a igreja pura, colhe....  É isso?... Deus tem parceria com Babilônia?...
Amigo essa parceria é impossível.  Deus não faz acordo com o diabo.

Se os dois grupos estão unidos, fazendo a mesma obra, um semeia e o outro colhe. Os dois são a mesma coisa. Ou tudo é de Deus ou tudo é do diabo.
Amigo, esses movimentos separatistas surgiram foi apenas por causa de picuinhas, por causa de poder. Homens que não conseguiram na igreja a projeção que desejavam, e saíram atirando. inventando desculpas, falando mal, acusando. Por que se não fazem assim, não ganham adeptos.
Mas você que é jovem ou adulto, você que é inteligente e sincero, que deseja ver a mensagem sendo pregada em todo o mundo, você que deseja ver Jesus voltar logo, venha ajudar. Venha para a igreja adventista.
Não me diga que você vai ficar apegado a uma briga de velhos malucos, que brigaram há cem anos, lá na Alemanha, e deixar de fazer parte dessa festa maravilhosa, vai?
Vai deixar de participar da pregação intensa que a igreja esta fazendo, para ficar rondando a porta de nossas igrejas na tentativa de tirar alguns? Para que?
Deus precisa de homens dispostos a salvar os perdidos. Os que estão nas drogas, na prostituição, ou seguindo os falsos profetas que pregam contra a lei de Deus.
Você que acredita na graça de Cristo, que guarda os mandamentos, que recebeu o selo de Deus, o sábado, você foi escolhido, para ajudar a levar essa mensagem aos perdidos, e não para falar mal da igreja verdadeira.
Não faça como os fariseus, que apesar de todas as evidencias, rejeitaram a Jesus e ficaram esperando outro.

Pergunta 7
Apesar de todas as evidencias, você ainda vai esperar outra igreja? Qual?. 
As que eu conheço que usam o nome, ou se dizem reformista, eu conheço sete. Cada um é mais certo e santo que o outro. E outros grupos, com outros nomes, mas que também se acham adventistas se perdeu a conta.

Pergunta 8
Dá para informar qual desses grupos é o verdadeiro? Lembre-se nenhum deles surgiu em 1844.
Ou essa data não tem nada a ver?

Não esqueça:

- A data profética é: 1844
- A mensagem é: A tríplice mensagem de apocalipse 14
- O território é: Todo o mundo, nação, tribo, língua e povo
- O tempo é agora
- O chamado também é para você.
Aceita?... Vai esperar o que?...

Postagens de Destaque