terça-feira, 1 de julho de 2014

Parábola do Bom Argentino

 

Fonte - http://megaphoneadv.blogspot.com.br/

 

Parábola do Bom Argentino

Certa ocasião, um brasileiro levantou-se e perguntou: “Mestre, o que preciso fazer para herdar a vida eterna?”. “O que está escrito na Lei?”, respondeu o Mestre. “Como você a lê?” Ele respondeu: “Ame o seu próximo como a si mesmo”. Disse o Mestre: “Você respondeu corretamente. Faça isso, e viverá”.

Mas ele, querendo justificar-se, perguntou ao Mestre: “E quem é o meu próximo?” Em resposta, disse o mestre: “Um homem descia do Rio de Janeiro para Assunção, quando caiu nas mãos de assaltantes. Estes lhe tiraram as roupas, espancaram-no e se foram, deixando-o quase morto. 
Aconteceu estar descendo pela mesma estrada um pastor. Quando viu o homem, passou pelo outro lado. E assim também um apóstolo; quando chegou ao lugar e o viu, passou pelo outro lado. Mas um argentino, estando de viagem, chegou onde se encontrava o homem e, quando o viu, teve piedade dele. 
Aproximou-se, enfaixou-lhe as feridas, derramando nelas vinho e óleo. Depois colocou-o sobre o seu próprio animal, levou-o para uma hospedaria e cuidou dele. No dia seguinte, deu dois pesos ao hospedeiro e disse: “Cuide dele. Quando eu voltar, pagarei todas as despesas que você tiver”.
“Qual destes três, você acha que foi o próximo do homem que caiu nas mãos dos assaltantes?”.
Depois de muito auto-contorcimento, caras e bocas, respondeu o brasileiro:
“O argentino, que teve misericórdia dele”.
Nota: Agora, falando sério... Em Lucas 10:25-37 encontramos uma história que nos ensina muitas verdades, e cada vez que a lemos aprendemos muitas lições. Ela é conhecida como O Bom Samaritano. A escritora Ellen White escreveu que nessa história, Cristo ilustra “a natureza da verdadeira religião. Mostra que a religião consiste, não em sistemas, credos ou ritos, mas no cumprimento de atos de amor, no proporcionar aos outros o maior bem, na genuína bondade.” (O Desejado de todas as Nações, 497). Ellen White também diz que “na história do bom samaritano, Jesus ofereceu uma descrição de Si mesmo e de Sua missão. O homem fora enganado, ferido, despojado e arruinado por Satanás, sendo deixado a perecer; o Salvador, porém, teve compaixão de nosso estado de desamparo. Deixou Sua glória, para vir em nosso socorro. Achou-nos quase a morrer, e tomou-nos ao Seu cuidado. Curou-nos as feridas. Cobriu-nos com Sua veste de justiça.” Jesus é o Bom Samaritano! Ele busca o perdido, carrega nos ombros o que está ferido pela mágoa, pela dor, pela tristeza!

Postagens de Destaque